Notícias

Clínica Horibe

Tratamentos estéticos não invasivos e eficazes para tratar o pescoço.

Cirurgiã Plástica, Dra. Edith Horibe, explica que o pescoço começa a dar sinais de flacidez após os 35 anos, mas o ideal é começar a tratar desde cedo. No inverno, a moda pede roupas bem quentinhas e para esquentar o pescoço entram em cena os clássicos lenços, echarpes, cachecóis e as golas altas. Talvez por isso, a maioria das pessoas esquece de cuidar do pescoço com o uso do hidratante, do protetor solar e dos cremes. A pele do pescoço é fina, com fibras delicadas e propensa ao envelhecimento precoce, que com o passar dos anos ganha rugas, linhas horizontais e flacidez. As manchas e as papadas também são muito comuns nesta região, por isso os tratamentos estéticos ajudam a tratar e a prevenir e se forem realizados no inverno, a vantagem é que no verão as mulheres podem usar vestidos e blusas mais decotadas, exibindo um pescoço mais bonito e rejuvenescido. A Dra. Edith Horibe, cirurgiã plástica, PhD pela Faculdade de Medicina da USP, expoente em Estética Médica e Gestão da Idade, explica que a flacidez no pescoço aparece após os 35 anos, em que a pele começa a ficar caída, com papada e que pode ser evitada com vários tratamentos estéticos e cosmecêuticos. “Apesar do envelhecimento cronológico, as rugas, manchas e flacidez da pele prejudicam muito o visual. E ocorrem devido a exposição ao sol, perda da elasticidade, do tônus da pele, daí a importância da hidratação”, diz. A médica explica ainda que a região do pescoço possui características diferenciadas da pele do rosto e que a quantidade de glândulas sebáceas é menor. Os tratamentos para o...

Homens gastam mais tempo e dinheiro com cuidados pessoais…

O homem moderno adora um novo perfume, se interessa por cosméticos e não abre mão de uma limpeza de pele. Antigamente, os homens procuravam um salão para cortar os cabelos e cobrir os fios grisalhos. Hoje, eles frequentam as clínicas de estética para tratar de rugas, flacidez, gordura localizada e outros procedimentos estéticos em nome do rejuvenescimento. Segundo a Associação Brasileira de Clínicas e Spas, o público masculino é responsável por cerca de 30% do movimento em salões e centros de bem-estar. A Dra. Edith Horibe, cirurgiã plástica, PhD pela Faculdade de Medicina da USP, expoente em estética médica e gestão da idade, explica que, hoje em dia, o homem corre atrás de uma boa aparência, até para conquistar a autoconfiança pessoal e profissional. “A mídia influencia muito com relação a vaidade. As revistas, programas de TV, mostram a todo o momento os ícones do cinema, das novelas, do futebol, isso contribui para os homens deixarem o preconceito de lado na hora de se submeter a procedimentos estéticos e cirurgias plásticas”, afirma. Uma curiosidade, voltando ao tempo, é que em 1994, o jornalista Mark Simpson, do jornal The Independent, utilizou o termo metrossexual em um artigo que abordava o homem com sendo um narcisista, que passou a cuidar da beleza e de suas necessidades. E é o que acontece até hoje. A Dra. Edith Horibe conta que muitos chegam à Clínica Horibe em busca de uma limpeza de pele, que deixou de ser exclusiva para as mulheres. Eles apreciam a massagem facial, as loções cicatrizantes, as máscaras calmantes, os cosméticos e os cremes especiais, que são utilizados para cada...

Ocidentalização das Pálpebras dá aparência de olhos maiores, de maior abertura ocular e de mais luminosidade e beleza aos orientais

A Cirurgia de Ocidentalização das Pálpebras, já popular entre os japoneses e coreanos ganha mais adeptos, os chineses. A insatisfação com o rosto leva muitas garotas orientais a optar por essa cirurgia plástica. A Dra. Edith Horibe, premiada por pesquisas sobre a anatomia e cirurgia em orientais, explica que os cílios ficam virados para baixo e muitas vezes acabam entrando nos olhos, causando até úlcera de córnea. Detalhe anatômico dá volume e expressividade aos olhos, as “dobrinhas”, por isso muitos orientais aderem à essa cirurgia plástica, que visa também a correção A globalização tem estimulado a busca por um padrão estético tendo como modelo as características físicas ocidentais. Isso tem despertado nos orientais o desejo de dar um toque nos olhos para valorizá-los, por isso recorrem à Ocidentalização das Pálpebras. Essa cirurgia plástica tem sido cada vez mais procurada pela população jovem dos países orientais e por orientais que vivem no Brasil, com o objetivo de dar mais luminosidade aos olhos e levantá-los, característica dos ocidentais. No Japão, na Coréia do Sul e China é um dos procedimentos mais realizados. No Brasil vem aumentando de forma expressiva. A Dra. Edith Horibe, cirurgiã plástica, PhD pela Faculdade de Medicina da USP, expoente em Estética Médica e Gestão da Idade, explica que 50 % dos orientais e seus descendentes apresentam a pálpebra superior lisa e sem a dobra. A médica, filha e neta de homens nascidos no Japão, recebeu o prêmio Internacional em Cirurgia Plástica com esta técnica. A cirurgia plástica de Ocidentalização consiste em criar “dobrinhas” nas pálpebras dos olhos puxados, praticamente inexistente em japoneses, coreanos e chineses. “Pesquisando, descobri...

Saúde Quântica e Meditação

O Congresso Ortomolecular vai movimentar a capital paulistana, nos dias 3, 4 e 5 de junho, reunindo palestrantes nacionais e internacionais, como a Dra. Edith Horibe, PhD pela Faculdade de Medicina da USP, expoente em Estética Médica e em Gestão de Idade, com a palestra “Saúde Quântica e Meditação”, das 16h30 às 17h, no Centro de Convenções do Shopping Frei Caneca. Segundo os estudos desenvolvidos pela Dra. Edith Horibe “a física quântica surgiu como nova ciência não só para alcançarmos a longevidade saudável, mas principalmente para a nossa evolução, para o encontro do nosso SER, uma vez que a mente influencia cada célula do corpo”, explica a medica que considera que o envelhecimento é um processo fluído e cambiável, pois acredita que ninguém dispõe de mais poder sobre o próprio corpo do que as crenças da mente. Segundo estudos desenvolvidos pela pesquisadora, os primeiros passos para a manutenção da saúde e longevidade começaram com as civilizações antigas, que cederam contribuições inestimáveis à humanidade. Desde então, o Homem possui três idades: – Idade Cronológica: número de anos, segundo o calendário; – Idade Biológica: a idade do corpo em termos de sinais críticos da vida e processos celulares, e – Idade Psicológica: a idade que se sente que tem. Atualmente, mediante a complexidade do assunto, a física quântica passa a ser uma ferramenta imprescindível de entendimento de cada indivíduo, que só assim consegue administrar com sabedoria a manutenção da saúde. Para tanto, a Dra. Edith Horibe elaborou uma abordagem diferenciada sobre o tema. A Medicina Quântica é fundamental, pois segundo a Dra. Edith Horibe, “é preciso conectar a ciência à espiritualidade”,...

Uma Nova Alternativa para a Harmonização Facial- Bichectomia

O tema será abordado pela conceituada Dra. Edith Horibe, durante o XIII Congresso Mundial de Medicina Estética, no Rio de Janeiro   A cirurgia plástica de Bichectomia vem ganhando espaço entre homens e mulheres que querem conquistar um rosto menos arredondado, já que rejuvenesce e emagrece. O emagrecimento facial com a retirada da Bola de Bichat, acúmulo de gordura no rosto, reduz o volume das bochechas, deixando-as mais finas e proporcionando um visual mais elegante, bonito e menos infantil.   Este interessante assunto será abordado pela ilustre cirurgiã plástica Dra. Edith Horibe, com o tema: “Uma Nova Alternativa para a Harmonização Facial – Bichectomia”, durante o XIII Congresso Mundial de Medicina Estética, no dia 17/03, das 15h às 15h40, na cidade maravilhosa do Rio de Janeiro, no Windsor Barra Hotel. O anfitrião é o Dr. Kose Horibe, cirurgião plástico. O evento acontece de 17 a 19 de março e traz as principais novidades e os avanços na área da Medicina Estética, com palestrantes nacionais e internacionais. Essa palestra chama a atenção, porque segundo pesquisas, no ano passado foram realizadas 30 cirurgias de Bichectomia por mês e em breve deve liderar o ranking dos procedimentos cirúrgicos mais procurados. A Dra. Edith Horibe, PhD pela Faculdade de Medicina da USP, expoente em Estética Médica e Gestão da Idade, explica que a harmonia facial não combina com bochechas muito gordas, dando a sensação das pessoas parecerem mais gordas do que realmente são. A vergonha das bochechas salientes levam muitos a optarem por essa cirurgia. Algumas pessoas apresentam uma quantidade maior de gordura na face, podendo ser devido a genética ou ao excesso global de peso, por isso essa cirurgia é recomendada para esses...

Hipnose é a nova aposta para emagrecer

Quando se ouve falar em hipnose geralmente vem à nossa cabeça algo mágico, meio místico ou até sobrenatural. Mas a prática da hipnose vem deixando os palcos de teatros e do “show business” para atuar como protagonista em outro palco: o da saúde e do bem-estar. Entre os métodos da hipnoterapia um tem feito muito sucesso entre quem está precisando emagrecer. A técnica faz o paciente acreditar na existência de um balão gástrico dentro do estômago e reduz drasticamente a quantidade de alimentos ingeridos. A psicóloga e psicoterapeuta cognitiva/hipnoterapeuta Alessandra Maria Freitas Santos, da clínica Horibe, esclarece com exclusividade ao Tempo de Mulher tudo sobre o uso da hipnose na perda de...

Cadastre-se





Nome:

E-mail:

Telefone / Celular

Serviço:

Onde nos achou: