Cirurgiã Plástica, Dra. Edith Horibe, explica que o pescoço começa a dar sinais de flacidez após os 35 anos, mas o ideal é começar a tratar desde cedo.

No inverno, a moda pede roupas bem quentinhas e para esquentar o pescoço entram em cena os clássicos lenços, echarpes, cachecóis e as golas altas. Talvez por isso, a maioria das pessoas esquece de cuidar do pescoço com o uso do hidratante, do protetor solar e dos cremes.

A pele do pescoço é fina, com fibras delicadas e propensa ao envelhecimento precoce, que com o passar dos anos ganha rugas, linhas horizontais e flacidez. As manchas e as papadas também são muito comuns nesta região, por isso os tratamentos estéticos ajudam a tratar e a prevenir e se forem realizados no inverno, a vantagem é que no verão as mulheres podem usar vestidos e blusas mais decotadas, exibindo um pescoço mais bonito e rejuvenescido.

A Dra. Edith Horibe, cirurgiã plástica, PhD pela Faculdade de Medicina da USP, expoente em Estética Médica e Gestão da Idade, explica que a flacidez no pescoço aparece após os 35 anos, em que a pele começa a ficar caída, com papada e que pode ser evitada com vários tratamentos estéticos e cosmecêuticos. “Apesar do envelhecimento cronológico, as rugas, manchas e flacidez da pele prejudicam muito o visual. E ocorrem devido a exposição ao sol, perda da elasticidade, do tônus da pele, daí a importância da hidratação”, diz.

A médica explica ainda que a região do pescoço possui características diferenciadas da pele do rosto e que a quantidade de glândulas sebáceas é menor. Os tratamentos para o pescoço são basicamente os mesmos utilizados no rosto, porém com substâncias um pouco mais suaves ou com concentrações menores de ácidos ou despigmentantes.

A médica lista tratamentos estéticos não invasivos e eficazes para tratar o pescoço:

Luz Intensa Pulsada (LIP): tecnologia “não ablativa” (que não fere a pele) e emite uma fonte de energia luminosa, permitindo amenizar e até mesmo corrigir várias lesões da pele facial, causadas pelo fotoenvelhecimento, como manchas, microvarizes facial, estimula a produção de colágeno diminuindo a flacidez e as rugas. “A Luz Intensa Pulsada age em dois níveis: superficial e profundo. No superficial, atua diretamente nas sardas e manchas desenvolvidas com a exposição solar. No profundo, estimula a formação de colágeno amenizando cicatrizes, acne e rugas”, afirma.Tantos benefícios fazem da Luz Intensa Pulsada uma opção indispensável no tratamento de rejuvenescimento da face, pescoço, colo e dorso das mãos.
Laser de CO2 Fracionado: provoca uma espécie de queimadura controlada, que estimula a produção de colágeno e preenche as fibras rompidas da pele. Remove rugas superficiais, trata manchas e flacidez, pois permite uma remoção precisa do tecido com menor lesão térmica, devido sua tecnologia especial.
Infusão de CO2: é uma técnica moderna na qual o gás carbônico é injetado no tecido subcutâneo utilizando-se uma agulha muito fina, melhorando a circulação e oxigenação dos tecidos. Ideal, neste caso, para tratar a flacidez e reduzir a papada.
Toxina Botulinica (Botox): procedimento minimamente invasivo mais difundido para o rejuvenescimento, pois a toxina botulínica é uma neurotoxina que ajuda, por exemplo, no relaxamento da musculatura do pescoço, com o fim das contrações, que são responsáveis pela flacidez e linhas horizontais.
Peeling Químico: é utilizado para as mais diversas finalidades: remoção de sardas, manchas de sol, envelhecimento, rugas e flacidez, pode ser utilizado no pescoço, como o de média profundidade, já que se trata de uma área bastante delicada e que acaba recebendo uma exposição maior e não está restrito ao inverno como muitos pensam.
Cosmecêuticos: como a Vitamina C, que é anti-aging, necessária para a produção e reparo do colágeno e redução da inflamação da pele, fundamental para a cútis. “Existem vários cosmecêuticos para o rejuvenescimento e tratamento da pele, como o Ácido Alfa-Lipóico, que é o antioxidante universal. É cem vezes mais potente e antioxidante que a vitamina C ou E e a pele do pescoço fica saudável e bonita”, afirma.
Mini Lifting Cervical: é feita uma incisão atrás da orelha, feito o deslocamento da pele e puxado o músculo do pescoço e fixado na parte óssea atrás da orelha. O pescoço fica totalmente novo, o resultado é duradouro e muito satisfatório.
A Dra. Edith Horibe finaliza explicando que essas dicas para os cuidados com a região do pescoço ajudam a amenizar o efeito do tempo e ficar mais jovem, atenuando as imperfeições da pele.